tea time yoosfera dois cafés (e um descafeinado) playlist

Overthink

.

O momento belo onde escrevi uma postagem falando sobre as mudanças positivas na minha vida, acompanhadas de um novo pseudônimo e um novo layout para simbolizá-las agora nada são do que uma lembrança vaga. E só faz um mês e algumas semanas. É incrível como as coisas podem mudar rapidamente, não é?


Não que eu esteja sendo muito negativa ou exagerada, é só que eu percebi que não adianta fingir ou forçar a ideia de que eu estou ótima e que meus dias são perfeitos. Eu estudo 2 turnos e mais o tempo em casa. Eu cronometrei um total de 14 horas. Por dia. De segunda a sexta. São 14 horas fugindo da minha própria cabeça.

E afinal, que mal tem assumir pra mim mesma que está tudo errado e eu me sinto horrível? Ser franca pode me ajudar mais do que me alimentar de mentiras, pelo menos eu acho. Eu posso perder horas olhando para o teto, ouvindo música e imaginando linhas paralelas de tempo onde, talvez, eu seja uma pessoa incrível e honrosa que não tem sua vida atrapalhada por crises que parecem idiotas, mas são monstruosas por dentro.

Tudo bem sentir medo. Tudo bem ficar nervosa. Tudo bem chorar. Tudo bem ser fraca. Tudo bem não ser como as outras pessoas, certo? Então por que é tão difícil assumir isso para mim mesma? Eu me cobro o tempo inteiro e é horrível porque eu sei como dói ser pressionada o tempo todo, mas ainda não assim não posso simplesmente parar. E não posso porque não consigo.

Eu tive uma crise. Mais uma. E dessa vez não deu pra contar até 10, respirar fundo, dar tapinhas no peito e sair de fininho para ir no banheiro esperar a minha cabeça ficar "menos movimentada". Eu tentei falar algo para descontrair, dar uma risadinha e acabei desabando. Foi literalmente um "fui rir, chorei".

Corri para o banheiro, fechei a porta e sentei no chão abraçando os joelhos. Eu soluçava e com a visão embaçada tentava alcançar o papel higiênico para assoar o nariz. Tinham mais pessoas no banheiro, fiquei com vergonha e tentei abafar meu choro, o que foi inútil. Meu corpo todo tremia. A ideia de que todos estavam me esperando na sala, a maneira como iriam me olhar, as palavras que eu teria que formar pra dizer que estava tudo bem, todas essas coisas me fizeram ansiar. Eu não tinha comido nada o dia inteiro, ainda assim vomitei bastante.

Eu devo ter ficado aproximadamente 15 minutos inconsolável. Foi quando eu percebi que eu não iria ter coragem para encarar o restante da aula, tinha um pouco mais de 1hr e eu sabia que seria uma tortura. Então aproveitei que era hora do intervalo e fui até a sala. Desliguei o computador, peguei minhas coisas, enterrei o rosto no casaco e fui o mais rápido que meu tremor e frio permitiam para a parada de onibus.


Sentei no banco, enrolei o rosto com meu lenço, coloquei os fones de ouvido e enquanto Thom Yorke cantava How To Disappear Completely eu chorei. O gosto salgado na boca e uma nuvem amarga de pensamentos na cabeça. Estava tão frio, embora eu não conseguisse distinguir se era a temperatura local ou a cova funda no meu peito. Eu me sentia sozinha e queria desesperadamente que aqueles pensamentos me deixassem. Não conseguia ficar um segundo se quer sem pensar em como eu estava numa situação ridícula naquele momento.

Meu telefone tocou, era um número que eu não conhecia, atendi na primeira chamada mas logo desliguei com medo de saber quem poderia ser. O telefone tocou mais uma vez e eu apenas esperei cair. Um colega mandou mensagem, ele sofre de depressão e ansiedade e sabia como eu estava me sentindo. Acho que foi uma mensagem muito reconfortante, eu queria desesperadamente agradecê-lo, inclusive acho que disse "obrigado" inúmeras vezes. Ainda assim não dizimou o medo, a vergonha, o frio.

Eu precisava de um abraço apertado, de colo. Queria chorar até dormir. Mas eu não tinha ninguém. Pensava em abraçar minha mãe quando chegasse em casa, mas eu teria que contar toda a história e eu acho que já cansei de descrever minhas crises e ouvi-la dizer "é normal, vai passar" todas as vezes. Eu troquei de roupa, comi e fui para a cama. Não tenho certeza de quando eu dormi, mas fiquei durante horas atormentada pela ideia de que meus colegas provavelmente estavam rindo de mim ou achando toda a situação muito hilária.

Passei o sábado inteiro na cama, só saí no final do dia. Eu quero desesperadamente ficar no meu quarto, longe das pessoas, das coisas e das situações ruins. Eu não quero mais ter medo, tremer, chorar e sentir tanto frio. Mas não sei como fazer isso parar. Então eu estou escrevendo e tentando assumir pra mim mesma que não: as coisas não mudaram. Na verdade, tem piorado bastante e reconhecer isso é algo que só eu posso fazer por mim mesma.

Não tem problema ser fraco, mas é preciso assumir isso para não tentar lutar contra um gigante sabendo que vai perder.

ps.: eu tenho escrito mais, então é provável que eu poste mais textos e coisas aleatórias. E fotos, eu acho. E sim, eu me sinto bem, não no sentido de "estou me sentindo incrível e não está acontecendo anda de errado", mas sim "let's dance to Joy Division and celebrate the irony".



Caso não tenham entendido a referência.

QUE A FORÇA ESTEJA COM TODOS.

4 comentários:

  1. eu te amo de verdade yoocchan, de verdade ta? você é provavelmente a melhor pessoa que eu já conheci

    ResponderExcluir
  2. você é uma pessoa muito incrível por decidir encarar seus problemas como eles são, é preciso muita coragem e determinação para isso, eu não tenho coragem e nem posso, eu espero que você consiga ultrapassar tudo e seja uma pessoa muito muito feliz, do fundo do meu coração.

    ResponderExcluir
  3. oi yuu/yoo (eu tava tão acostumada a te chamar de yuu, agora é meio novo/estranho te chamar de yoo) c:

    eu fico muito triste por tudo isso estar acontecendo com você, eu só queria estar aí pertinho de você pra te dar um abraço (mesmo que eu realmente não curta isso) e dizer que vai ficar tudo bem, mas como não dá, tudo que eu posso oferecer é um abraço virtual mesmo.

    espero realmente que as coisas melhorem para ti, e cara, tá tudo bem aceitar que você não tá bem, acho que quanto mais você nega isso, mais esse sentimento/sensação cresce.

    adios e fica bem <3

    ResponderExcluir
  4. eu amo os seus textos n sei lidar

    e amo voce também

    ResponderExcluir

🌜 Plágio é crime;
🌜 Evite desavenças;
🌜 Críticas construtivas são bem-vindas;
🌜 Quando não souber o que falar não fale nada;
🌜 Comente sobre a postagem, não apenas se auto-divulgue;
🌜 Tem blog? Deixe o link no final do comentário :3

Use sem espaços:
negrito: < b > texto < / b>
itálico: < i > texto < / i >
link: < a href = "l i n k a q u i" > texto < / a > mantendo espaço somente entre a e href.

"Diga amigo e entre."
Elf Garden 1.1.0 Template. Yoona Moon [29.11.14]06.06.17 - ∞.
Todos os direitos reservados.