tea time yoosfera dois cafés (e um descafeinado) playlist

The real thing never dies

.
Olá queridos leitores!

Há algum tempo tenho mantido uma vontade enorme de conversar sobre a blogosfera, o que ela significa para mim, além de mostrar toda a minha admiração pela coisa real que ela é. Então, o Together, o projeto da Shana do Hishoku no Sora, completou 1 ano agora em junho e ela deu a oportunidade dos participantes fazerem os temas passados. A primeira blogagem do Together era "o que te mantém na blogosfera?" e eu estava em hiato, portanto acabei não participando. Juntando o útil ao agradável, vou conversar com vocês sobre o que me faz continuar blogando.

Como conheci a blogosfera?

Sempre fui uma leitora assídua. Gostava de comprar livros, fazer "rancho" na biblioteca e me trancar no quarto com uma xícara de café, preparada para ler até dar sono. Naquela época, isto é, por volta de 2007/2008, meu único contato com internet/computadores/celulares era na casa dos meus amigos e nas populares Lan Houses. Meu passatempo eram os livros e um rádio que tinha espaço para fitas e CDs.

De vez em quando comprava revistas que tinham como público-alvo o infanto-juvenil, como as revistas dAs Bruxinhas W.I.T.C.H, Capricho, Todateen, Atrevida/Atrevidinha. Meu quarto era cheio de pôsteres e eu fazia várias colagens no meu diário com coisas fofas que eu recortava. Algo que sempre foi muito popular nessas revistas era o posicionamento das blogueiras, fosse o assunto moda, maquiagem, assuntos femininos (período menstrual, roupas íntimas confortáveis, dicas para cólica), amor ou pensamentos e indagações sobre as coisas de modo geral. E eu achava isso incrível!

Não vou lembrar o nome da revista, mas ela abria espaço para blogueiras enviarem seus textos que poderiam acabar saindo na revista impressa. Lembro que era dado um tema, as blogueiras enviavam o link do texto de seus blogs, não sei como funcionava a seleção, mas em todas as edições tinham algumas informações, foto e o link do blog dessas moças. Lembro de um tema que era "If I Were a Boy", música da Beyoncé, onde as blogueiras escreveram um texto sobre como seriam as coisas se elas fossem um menino, de que forma agiriam e etc.

Quando eu ia na lan house, aproveitava para procurar por esses blogs. Alguns mudavam de nome, outros eram abandonados, mas em compensação eu conheci muitos outros. Alguns blogs que foram muito significativos para mim foram os parceiros da Capricho, tipo Não Provoque, Radioactive Unicorns, A Series of Serendipity (agora só Serendipity, da Mel Souza), Depois dos Quinze, e um outro que era Tech Girls ou algo assim.

Como deixei de ser só leitora e me tornei blogueira também?

O que fez com que eu me apaixonasse por tudo isso era o fato de escrever sobre qualquer coisa e ser lida de qualquer lugar. Não importando onde eu tivesse e nem sobre o que eu falava, alguém leria e poderia até mesmo conversar comigo pelos comentários! Eu achava isso incrível não só por ser leitora, mas por gostar de escrever e por ter muita vontade de encontrar pessoas com gostos parecidos com os meus.

Durante um longo tempo eu ansiei por um computador e por acesso à internet em casa, só para um dia poder criar o meu próprio blog, contar como estava sendo a escola, as músicas que havia conhecido e as comidas que eu havia comido. Queria falar para as pessoas sobre mim, minha vida, meus sentimentos: queria escrever.

E então, em janeiro de 2012, eu entrei para a blogosfera como blogueira. Não lembro o nome do meu primeiro blog, talvez tenha sido Written By Kamilla, ou talvez tenha sido Sugary Words, quem sabe algum outro. Eu criei incontáveis blogs e os excluí também. Já passei por várias plataformas (até mesmo o Wix). Mas a plataforma mais confortável de lidar foi o Blogger, do qual nunca tive coragem de excluir a conta desde que entrei, em agosto de 2013.

The real thing never dies!

Respondendo à pergunta-tema da primeira blogagem do Together: O que me mantém na blogosfera é o fato de que a coisa real nunca morre. A blogosfera, assim como o universo, está em constante devir. Nós somos atropelados pelas mudanças, algumas vezes as detestamos, outras tentamos nos adaptar. 

Fomos cegados ora pelos fundos escuros e fontes neons, ora pelos tons pastéis e edits pálidas de imagens. Superamos setas de navegação com glitter e designs pesados com mil coisas para enfeitar. Tentamos lembrar de nomes de blogs mesmo na era dos Cherrys, Sweets, Sugars, Cutes, Kawaiis, Nerds, e etc. Permanecemos vivos e intactos mesmo depois da Era Segue? Sigo De Volta!!! 

E mesmo com todas essas mudanças, a coisa real ainda vive: o layout inteiramente pro lado ainda é extremamente cool e nostálgico! As pessoas ainda escrevem textos sobre pensamentos, sentimentos, sobre as coisas! As pessoas ainda apreciam comentários sinceros sobre as postagens e nós ainda nos importamos em ler! Ainda nos unimos em blogagens, em projetos, em ideias. NÓS AINDA FAZEMOS A COISA REAL!

Mesmo que eu me frustre e tenha vontade de abandonar tudo, eu sempre posso mudar e voltar, porque a blogosfera pela qual eu me apaixonei ainda está aqui. Mesmo com todas as mudanças, a blogosfera ainda vive e não foi inteiramente esmagada pela Era da Popularidade É Mais Importante. 

Agradecimento ao Together

Eu amo/sou participar de projetos, ainda que seja um pouco difícil por causa dos estudos e responsabilidades que acompanham a vida. Infelizmente não sou inteiramente ativa em nenhum dos projetos que participo, mas tenho carinho por todos eles por simplesmente unirem a blogosfera, fazerem com que meu feed de leitura aumente e tenha muito o que ler.

Gostaria de deixar esse agradecimento ao Together, (não esquecendo em nenhum momento do E-Moon, Onigiri QP, Jewel Camp) por em 1 ano ter trazido alguns temas bacanas e a possibilidade de conversarmos online, termos ideia do que postar. Obrigada pelo carinho ♥


Essa postagem faz parte da Blogagem Coletiva de julho de 2017, feita em comemoração ao aniversário de 1 ano do projeto.  Together: um projeto para unir a blogosfera!
Clique na imagem para conhecer ♥




QUE A FORÇA ESTEJA COM TODOS.

6 comentários:

  1. aaaaaaaaaaaaa eu amo o blogger, eu amo ter conhecido voce aqui sabe eu amo tudo aaaaaaaa obrigada blogger por existir e unir as pessoas, obrigada together, obrigada tudo <3

    ResponderExcluir
  2. YOOOOOO \O/
    Como vai? Já está de férias da faculdade?
    Apesar de eu estar, não me sinto totalmente de férias, já que passo praticamente o dia todo fora por conta do estágio, hahaha. Mas é muito bom chegar em casa a noite e saber que não tenho 365 trabalhos para fazer. :')

    Aaaaaaaaaaahh, eu também lia Capricho, Todateen e Atrevida. Comprava principalmente por conta da parte de moda. Hoje em dia, se eu comprar revista é porque eu achei a diagramação dela muito foda (das coisas de ser designer) e preciso ter de referência, huehuehu. Nem vejo do que a revista fala e tô lá, pensando: "Olha essa mistura de tipografias, olha essa diagramação. QUERO."

    Eu vivi na Era Segue? Sigo de Volta. Isso foi na época do meu primeiro blog, em 2012. De 10 comentários que tinha em uma postagem, 11 era disso. Era até um pouco desanimador, porque a maioria dos "leitores" que aparecia só queriam se divulgar, nem liam direito a postagem. Em 2016 eu criei o Coud, um blog totalmente diferente do primeiro, e foi a melhor experiência. Dou meus hiatos, mas sempre volto.

    Cada vez que apareço o blog mudou, hahaha. <3

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre mudo cada vez que penso em postar hdiueh ♥

      Excluir

🌜 Plágio é crime;
🌜 Evite desavenças;
🌜 Críticas construtivas são bem-vindas;
🌜 Quando não souber o que falar não fale nada;
🌜 Comente sobre a postagem, não apenas se auto-divulgue;
🌜 Tem blog? Deixe o link no final do comentário :3

Use sem espaços:
negrito: < b > texto < / b>
itálico: < i > texto < / i >
link: < a href = "l i n k a q u i" > texto < / a > mantendo espaço somente entre a e href.

"Diga amigo e entre."
Elf Garden 1.1.0 Template. Yoona Moon [29.11.14]06.06.17 - ∞.
Todos os direitos reservados.